Como cuidar de orquídeas em 5 passos simples

Aprenda as dicas essenciais para ter flores lindas e saudáveis em casa.

Anúncios

As orquídeas são plantas encantadoras que podem embelezar qualquer ambiente com suas cores e formas variadas.

Mas como cuidar de orquídeas da maneira correta para que elas floresçam regularmente e fiquem saudáveis?

Neste artigo, vamos apresentar 5 dicas essenciais que você não deve ignorar se quiser ter sucesso no cultivo dessas flores.

Luminosidade

As orquídeas precisam de luz para se desenvolverem, mas não de forma excessiva.

Algumas espécies preferem mais luz, outras menos, por isso é importante conhecer as características da sua orquídea e adaptar o local onde ela ficará.

Em geral, as orquídeas gostam do sol da manhã, entre as seis e as oito horas, e de uma luminosidade indireta durante a tarde.

Você pode usar telas de sombreamento, pérgolas ou outras plantas para filtrar a luz solar e evitar queimaduras nas folhas e flores.

Temperatura

As orquídeas são plantas tropicais que se adaptam bem a temperaturas amenas, entre 15°C e 30°C.

Evite expor sua orquídea a temperaturas muito baixas ou muito altas, pois isso pode prejudicar seu metabolismo e causar estresse.

Se você mora em uma região muito fria ou muito quente, procure manter sua orquídea em um ambiente protegido das variações climáticas, como uma estufa ou uma varanda fechada.

Rega

A rega é um dos cuidados mais importantes com as orquídeas, pois elas são sensíveis ao excesso ou à falta de água.

O ideal é regar sua orquídea apenas quando o substrato estiver seco, o que pode variar de acordo com a época do ano, o tipo de vaso e o clima.

Uma forma simples de verificar se sua orquídea precisa de água é colocar o dedo no substrato e sentir se ele está úmido ou não.

Se o dedo sair limpo, pode regar, porém se sair sujo, espere mais um pouco. Agora se sair seco com pequenas sujeirinhas, a rega está ideal.

Use sempre água em temperatura ambiente e evite molhar as folhas e as flores.

Adubação

As orquídeas são plantas que consomem muitos nutrientes para produzir suas belas flores, por isso é fundamental fornecer uma adubação adequada para elas.

Existem vários tipos de adubos específicos para orquídeas no mercado, que podem ser líquidos, granulados ou em pó.

O importante é seguir as instruções do fabricante e aplicar o adubo na dose e na frequência recomendadas.

Em geral, a adubação deve ser feita uma vez por mês durante o período de crescimento e floração da planta.

Transplante

As orquídeas precisam ser transplantadas a cada um ou dois anos, pois o substrato onde elas estão plantadas se deteriora e perde nutrientes.

A mudança também é necessária quando a planta cresce demais para o vaso atual, quando apresenta alguma doença ou praga, ou quando termina a floração.

Para realizar esse processo com a sua orquídea, siga os seguintes passos:

Escolha um vaso adequado, que seja um pouco maior do que o anterior, que tenha furos de drenagem e que seja feito de um material poroso, como cerâmica ou barro.

Escolha um substrato adequado, que seja solto e arejado, como casca de coco, esfagno, perlita ou casca de abeto.

Regue sua orquídea no dia anterior ao transplante, para facilitar a retirada da planta do vaso antigo.

Umedeça o novo substrato, colocando-o em um balde com água por uma ou duas horas. Depois, escorra o excesso de água e enxágue o substrato.

Retire a orquídea do vaso antigo com cuidado, segurando a base da planta e virando o vaso. Se alguma raiz ficar presa, solte-a delicadamente com os dedos.

Remova o substrato velho das raízes da orquídea, sacudindo-as ou lavando-as em água corrente.

Corte as raízes danificadas ou podres com uma tesoura esterilizada. Aplique um pouco de canela em pó nos cortes para cicatrizar e evitar infecções.

Coloque a orquídea no novo vaso, posicionando-a na mesma profundidade do vaso anterior.

Preencha o vaso com o novo substrato, apertando-o levemente ao redor das raízes da orquídea.

Regue sua orquídea após o transplante, molhando bem o substrato. Não molhe muito as folhas e as flores.

O transplante é um processo delicado que pode causar estresse na planta. Por isso, é importante fazer com cuidado e paciência, seguindo as recomendações acima.

Após o transplante, mantenha sua orquídea em um local protegido do sol direto e do vento por algumas semanas, até que ela se adapte ao novo vaso e substrato.

Conclusão

Seguindo essas 5 dicas simples, você poderá manter sua orquídea sempre bonita e saudável, desfrutando de suas flores por muito tempo.

Lembre-se também de observar sua planta com frequência e verificar se ela apresenta algum sinal de praga ou doença, como manchas nas folhas, raízes podres ou insetos.

Caso note algo estranho, procure identificar a causa e tratar sua orquídea com os produtos adequados.

Assim, você terá uma orquídea feliz e saudável!

Ajude outras pessoas, compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais:
Portal Magnific
Portal Magnific

Portal de informações sobre diversos assuntos relacionados a finanças, nosso dever é fornecer as noticias mais atuais de forma verdadeira e simplificada!

0

Aguarde um momento…