Dicas de passeio na Amazônia: como aproveitar a maior floresta tropical do mundo

A Amazônia é uma das regiões mais incríveis e biodiversas do planeta, e um destino imperdível para os amantes da natureza. 

Anúncios

A Amazônia abrange nove países da América do Sul, sendo o Brasil o que possui a maior parte da floresta. 

A Amazônia oferece uma variedade de atrações, atividades, culturas, sabores e cores, que encantam a todos que a visitam. 

Se você está planejando uma viagem à Amazônia, damos algumas dicas de passeio para você aproveitar ao máximo esta experiência.

Escolher a melhor época para viajar

A Amazônia tem um clima equatorial, com temperaturas elevadas e umidade alta durante todo o ano. 

No entanto, há duas estações bem definidas: a seca e a chuvosa. A seca vai de junho a novembro, e a chuvosa de dezembro a maio. 

Cada uma tem suas vantagens e desvantagens, e você deve escolher de acordo com o seu perfil e o seu objetivo.

Na seca, o nível dos rios baixa, e as praias de água doce aparecem. É uma boa época para fazer caminhadas, observar a fauna e a flora, e aproveitar o sol. 

No entanto, também é uma época de maior calor, mosquitos e queimadas.

Na chuvosa, o nível dos rios sobe, e a floresta fica alagada. É uma boa época para fazer passeios de barco, canoa ou bote, e explorar os igapós, que são as áreas inundadas. 

No entanto, também é uma época de maior chuva, neblina e enchentes.

Escolher a melhor forma de hospedagem

A Amazônia tem diversas opções de hospedagem, que vão desde os hotéis de luxo até as casas de ribeirinhos. 

Você deve escolher de acordo com o seu orçamento, o seu conforto e o seu grau de aventura. Algumas das opções mais populares são:

  • Hotéis de selva: são hotéis que ficam dentro da floresta, e que oferecem uma infraestrutura completa, com quartos, banheiros, ar-condicionado, piscina, restaurante e internet. São ideais para quem quer conforto e comodidade, mas também quer contato com a natureza. Alguns exemplos são o Juma Amazon Lodge, o Anavilhanas Jungle Lodge e o Amazon Ecopark Jungle Lodge.
  • Pousadas: são hospedagens mais simples e rústicas, que ficam às margens dos rios ou nas cidades. Oferecem quartos, banheiros, ventilador, café da manhã e algumas refeições. São ideais para quem quer economizar e ter uma experiência mais autêntica, mas também quer um mínimo de conforto. Alguns exemplos são a Pousada Uacari, a Pousada Belo Alter e a Pousada Cabocla.
  • Acampamentos: são hospedagens mais aventureiras e desafiadoras, que ficam em áreas isoladas da floresta. Oferecem barracas, colchonetes, sacos de dormir, redes e banheiros coletivos. São ideais para quem quer se integrar ao ambiente e ter uma vivência mais selvagem, mas também quer um pouco de segurança. Alguns exemplos são o Amazon Tupana Jungle Lodge, o Amazon Gero Tours e o Amazon Backpackers Tour.
  • Casas de ribeirinhos: são hospedagens mais imersivas e culturais, que ficam nas comunidades tradicionais da Amazônia. Oferecem quartos, banheiros, redes e refeições caseiras. São ideais para quem quer conhecer o modo de vida e as tradições dos moradores locais, mas também quer um pouco de privacidade. Alguns exemplos são o Mamirauá Reserve, o Amazon Emotions e o Amazon Antonio Jungle Tours.

Escolher os melhores passeios para fazer

A Amazônia tem uma infinidade de passeios para fazer, que atendem a todos os gostos e interesses. 

Você pode fazer passeios de um dia, de meio dia, ou de vários dias, e contratar guias locais, agências de turismo ou operadoras de viagem. 

Alguns dos passeios mais recomendados são:

  • Visitar o Encontro das Águas: é o fenômeno natural que ocorre na confluência dos rios Negro e Solimões, que formam o rio Amazonas. Os rios têm cores, temperaturas e velocidades diferentes, e não se misturam por vários quilômetros. Você pode ver o contraste entre o rio escuro e o rio claro, e observar a fauna e a flora que habitam cada um.
  • Visitar o Parque Nacional do Jaú: é a maior reserva florestal do Brasil, e uma das maiores do mundo. O parque abriga uma grande diversidade de espécies, como onças, macacos, araras, jacarés, botos e piranhas. Você pode fazer trilhas, passeios de barco, observação de animais e acampamentos.
  • Visitar a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá: é uma área de conservação que combina a proteção da natureza com o desenvolvimento das comunidades locais. A reserva é famosa pelos seus bichos-preguiça, que são os maiores do mundo, e pelos seus jacarés-açu, que são os maiores da Amazônia. Você pode fazer passeios de canoa, visitas às comunidades, observação de animais e hospedagem em casas de ribeirinhos.
  • Visitar o Museu da Amazônia (MUSA): é um museu a céu aberto, que fica dentro da floresta, e que oferece uma visão geral da biodiversidade, da cultura e da história da Amazônia. O museu tem exposições, laboratórios, viveiros, aquários, orquidários e borboletários. Você pode fazer visitas guiadas, trilhas, oficinas e subir na torre de observação, que tem 42 metros de altura e uma vista panorâmica da floresta.
  • Visitar a Cidade de Manaus: é a capital do estado do Amazonas, e a principal porta de entrada para a Amazônia. A cidade tem uma mistura de modernidade e tradição, e um patrimônio histórico e cultural rico. Você pode visitar o Teatro Amazonas, o Mercado Municipal, o Palácio Rio Negro, o Museu do Índio, o Jardim Botânico e o Zoológico.

Conclusão

A Amazônia é um destino incrível, que merece ser conhecido e valorizado. 

Seguindo essas dicas, você pode planejar uma viagem à Amazônia com segurança e aproveitamento, e desfrutar de tudo que a maior floresta tropical do mundo tem a oferecer. 

Lembre-se de que viajar para a Amazônia é uma aventura, e que você deve estar preparado e aberto para enfrentar os desafios e as surpresas que podem surgir no caminho.

Ajude outras pessoas, compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais:
Portal Magnific
Portal Magnific

Portal de informações sobre diversos assuntos relacionados a finanças, nosso dever é fornecer as noticias mais atuais de forma verdadeira e simplificada!

0

Aguarde um momento…